Restos de comida em energia

ucdavisdigester

Pesquisadores da Univerisity of California Davis estão se inspirando em Doc Brow do filme De Volta para o Futuro e utilizando restos de comida para produzir energia. Para quem não se lembra, o personagem de Chritopher Lloyd volta do futuro e abastece com lixo a sua Delorean.

Estudantes e professores estão envolvidos em um projeto chamado Biogas Energy Project onde trabalham no desenvolvimento de um digestor anaeróbio para a decomposição de matéria orgânica e geração de hidrogênio e metano, que poderão ser utilizados para produzir energia.

Atualmente, a equipe recebe cerca de 8 toneladas semanais de restos de comida de restaurantes localizados na área de São Fracisco, Califórnia, e produzem energia suficiente para abastecer 10 residências de grande porte. Dirigida pela professora Ruihong Zhang, o time do Biogás trabalha em parceria com uma companhia chamada Onsite Power Systems e irá operar em uma escala maior nos próximos meses quando a tecnologia será levada para fazendas e outras companhias que produzem resíduos orgânicos.

ucd_zhang

De acordo com o diretor da Onsite Power Systems,

Essa tecnologia trará uma importante redução no uso de nossos aterros sanitários, além de petróleo e carvão utilizados na produção de eletricidade. Onsite Power Systems já investiu quase $2 milhões de dólares no desenvolvimento e aperfeiçoamento dessa tecnologia.

Via UC Davis News & Information

Anúncios

Biodigestores domésticos

gasbag copy

O AIDG (Appropriate Infrastructure Development Group), através da educação e do desenvolvimento de negócios, promove o uso de tecnologias sustentáveis que melhoram a qualidade de vida em países em desenvolvimento. O grupo tem identificados diversas tecnologias sustentáveis que podem ser feitas localmente, com “eco-engenherios” locais. Uma das tecnologias que o AIDG está promovendo na Guatemala é o uso de Biodigestores.

Os biodigestores fazem uso da energia que está naturalmente presente nos resíduos gerados por animais e lixo doméstico. Quando esses produtos se degradam, eles geram metano, um poderos gás que pode ser aproveitado para a geração de energia. Os biodigestores capturam o metano antes que ele se torne um problema e o armazena para posterior aproveitamento, como o uso em aquecimento de ambientes ou como gás de cozinha.

Desta forma, os biodigestores podem ser um substituto sustentável ao propano, ao querosene e à madeira. Para aquelas famílias que necessitam comprar seu combustível, o digestor pode significar uma economia de centenas de dólares todo ano. Além disso, o biodigestor é também uma fonte de fertilizante orgânico de alta qualidade. Bactérias causadoras de doenças, como a E. Coli, são mortas dentro do digestor.

A introdução desta tecnologia simples reduz o impacto sobre as florestas naturais, produz fertilizante gratuito de ótima qualidade, reduz mortes de recém-nascidos devido a E. Coli, melhora a saúde e ainda economiza dinheiro.

Via AIDG