Biogas Personal Machine – transforme dejetos em combustível

sintexSintex, uma empresa Indiana produtora de materiais plásticos, desenvolveu um biodigestor bastante simples capaz de transformar dejetos em algo bastante útil: energia. O biodigestor pode ser abastecido com qualquer material orgânico. A decomposição desse material gera, entre outros produtos finais, gás metano, que é coletado e armazenado para uso posterior.

Um digestor de 1 metro cúbico inoculado com esterco de gado, é capaz de converter os resíduos produzidos por uma família de 4 pessoas em gás metano em quantidade suficiente para ser utilizado no cozimento de alimentos além de gerar lodo para ser utilizado como fertilizante.

O modelo de 1 metro cúbico custa aproximadamente $425 dólares. Segundo alguns estudos, esse valor pode ser recuperado em menos de dois anos pela economia de energia. Até o momento, a empresa instalou apenas 100 desses biodigestores em toda a Índia.

Via CNNMoney.com

Anúncios

Gás metano como combustível para automóveis

metano_frango 

Para Harold Bate, um granjeiro e inventor de Devonshire, Inglaterra, combustível nunca foi problema: ele tem utilizado o gás metano resultante da decomposição das fezes de frango para abastecer seu automóvel Hillman 1953. Segundo Bate, o gás é alimentado ao motor por um mecanismo especial inventado por ele e seu automóvel consegue atingir velocidades próximas a 120 Km/h sem o uso de gasolina.

Para a geração do metano, Bate introduz cerca de 15 litros de esterco de frango em um cilindro metálico selado o qual é mantido aquecido a 80 graus Celcius com o uso de uma lamparina a óleo. O gás é coletado em garrafas ou balões de plástico através de uma válvula de saída e armazenado para uso. O gás é também utilizado para aquecimento de sua residência e como combustível para um caminhão de cinco toneladas.

O metano é um combustível renovável e menos agressivo ao meio ambiente quando comparado a combustíveis fósseis. São gerados água e CO2 como sub-produtos de sua combustão. Além disso, pode ser produzido pelo aproveitamento de resíduos orgânicos que acabariam, na maioria das vezes, contaminando corpos d’água e sobrecarregando aterros sanitários.

Via MotherEarthNews

Restos de comida em energia

ucdavisdigester

Pesquisadores da Univerisity of California Davis estão se inspirando em Doc Brow do filme De Volta para o Futuro e utilizando restos de comida para produzir energia. Para quem não se lembra, o personagem de Chritopher Lloyd volta do futuro e abastece com lixo a sua Delorean.

Estudantes e professores estão envolvidos em um projeto chamado Biogas Energy Project onde trabalham no desenvolvimento de um digestor anaeróbio para a decomposição de matéria orgânica e geração de hidrogênio e metano, que poderão ser utilizados para produzir energia.

Atualmente, a equipe recebe cerca de 8 toneladas semanais de restos de comida de restaurantes localizados na área de São Fracisco, Califórnia, e produzem energia suficiente para abastecer 10 residências de grande porte. Dirigida pela professora Ruihong Zhang, o time do Biogás trabalha em parceria com uma companhia chamada Onsite Power Systems e irá operar em uma escala maior nos próximos meses quando a tecnologia será levada para fazendas e outras companhias que produzem resíduos orgânicos.

ucd_zhang

De acordo com o diretor da Onsite Power Systems,

Essa tecnologia trará uma importante redução no uso de nossos aterros sanitários, além de petróleo e carvão utilizados na produção de eletricidade. Onsite Power Systems já investiu quase $2 milhões de dólares no desenvolvimento e aperfeiçoamento dessa tecnologia.

Via UC Davis News & Information